12 pequenas gafes fashion e dicas de como evitá-las
Publicado por: Lu Alves | 15/07/2017

Uma etiqueta de preço que nos esquecemos de arrancar, parte da roupa íntima aparecendo indesejadamente… É um pouco difícil de admitir, mas todos nós passamos por essas pequenas situações constrangedoras ou mesmo engraçadas pelo menos uma vez na vida. Pesando nisso, temos aqui algumas dicas básicas de detalhes pequenos que podem ajudar a evitar momentos como esses, mantendo tudo ok no seu visual.

Na roupa íntima

Começando do que vem por baixo do look, alguns pontos que requerem um pouco mais de atenção antes de vestir qualquer outra peça:

  •         Escolha roupas íntimas de acordo com a cor da peça que irá vestir:

A maioria das roupas claras deixa transparecer caso você use uma lingerie escura, o mesmo pode ocorrer no caso inverso, ainda que em menos frequência. Em ambos os casos ainda há o risco de alguma das peças sair do lugar acidentalmente e a diferença de cores chamaria bastante atenção para isso. Coordenar as cores é a chave do sucesso nesse caso!

  •         Em cima e embaixo:

Para evitar mostrar mais do que deveria na parte de baixo, principalmente se ela for curta ou folgada, a regra básica é sempre tomar cuidado ao se movimentar, mas sabemos que na prática nem todo cuidado evita imprevistos. Além de coordenar as cores você pode ainda usar short ou uma calcinha nesse formato, para dar segurança e te deixar aproveitar sem preocupações.

  •         Ajustando largura e comprimento:

Coordenar roupas íntimas requer uma grande atenção às proporções. Nada de usar peças muito apertadas (primeiro pelo conforto e em seguida pela estética), principalmente se for usar algo justo por cima. Isso acontece muito quando se usa legging ou peças bandage.

Com relação ao comprimento, atente-se ao fato de que um short / cinta modeladora / calcinha deve ser sempre coberto pelo short, saia ou vestido. Detalhes do look como fendas também não devem revelar a roupa de baixo.

  •         Decote seguro:

Nem todas as roupas permitem um sutiã tradicional, não é mesmo? E convenhamos que arriscar sair sem ele ou alças de silicone não são boas opções… Nesse caso as apostas são em peças adesivas. A diversidade de formatos, tamanhos e a praticidade te dão a liberdade sem deixar nada aparecendo indesejadamente. Caso o problema seja só o medo de que a roupa saia do lugar, você pode ainda aderir à dica que demos em outro post aqui no blog e  usar a versátil fashion tape.

  •         De olho na alça:

Evite sempre fios, fitas daquelas de colocar as peças no cabide, etiquetas, mas principalmente as alças do sutiã aparecendo. Elas dão um ar antiestético que pode ser resolvido de forma simples, escolhendo um modelo que acompanhe a peça que irá sobrepor. Ter um tomara-que-caia no armário, por exemplo é sempre uma ótima dica. Uma exceção, nesse caso são os stripe bra.

No look

  •         Sem preço:

Sabe quando rola aquela empolgação com a roupa nova que a gente já quer sair da loja usando? Pra não sair por aí desfilando o quanto você pagou pela peça o ideal é verificar e retirar todas as etiquetas antes de vestir. Simples e evita aquela pequena vergonha de desfilar por aí com algo sobrando no look. O mesmo vale pra sapatos, que podem ter aquele adesivinho colado no solado, dando a impressão de que você pegou emprestado em alguma loja.

  •         Aberto:

Conferir botões e zíper ao se vestir e ir ao banheiro é uma pratica que evita grandes constrangimentos. No caso de defeitos inesperados um alfinete ou mesmo grampos de grampeador podem dar uma força até que você possa trocar de roupa.

  •         Mais do que deveria:

As calças de cintura baixa que haviam saído de cena nos últimos anos estão voltando a aparecer nas produções. O problema é que na hora de sentar elas podem revelar demais, deixando a roupa íntima ou mesmo o “cofrinho” de fora. Para essas situações o ideal é sempre escolher uma blusa mais comprida, que possa te deixar à vontade para se movimentar com liberdade.

Nos pés

  •         Atente-se ao tamanho:

Os sapatos podem destacar os destruir um look, por isso escolha sempre um do seu tamanho e confortável. Sapatos em numeração diferente da sua ou desconfortáveis, por mais lindos que sejam, podem fazer com que você se movimente com dificuldade, chamando atenção a esse detalhe. Tudo isso sem contar o risco de ferimentos como bolhas e calos.

  •         Alto o suficiente:

De nada adianta calçar aquele salto altíssimo e andar como se estivesse bêbada, não é mesmo? Saltos podem ser traiçoeiros, então escolha um em um tamanho que te proporcione algum conforto e segurança ao andar. Além disso, sempre que comprar um sapato novo use-o em casa antes de “estrear” na rua, isso faz com que ele se adapte ao seu pé e que você consiga perceber se realmente vai conseguir se manter em cima deles o tempo necessário, sem ter que sair descalça por aí no meio da programação.

Na make

  •         No brilho e tom certos:

Uma das gafes mais fáceis de se cometer quando o assunto é maquiagem é a de errar no tom na hora de preparar a pele, principalmente quando você usa o pó translúcido para escondes excessos de oleosidade. Para não correr riscos, teste a cor do produto no rosto/pescoço e com uma boa luminosidade e evite passar produtos em grande quantidade. Tirar uma selfie com flash antes de sair de casa também pode te ajudar a detectar esse pequeno erro antes de sair de casa.

  •         Sem derreter:

Uma make desfeita no final da noite é um tanto quanto inevitável. No entanto, você pode prolongar a duração de um visual recém produzido com produtos finalizadores e fixadores. Isso vai te deixar mais segura e evitar idas constantes ao banheiro para eventuais retoques.

Acha que esquecemos de listar alguma gafe aqui? Quais os principais truques que vocês usam para um look impecável?

Beijos,

Lu

Written By
Luíza Alves Oliveira tem 29 anos, apaixonada por moda, decoração e cultura pop é a idealizadora do Cadê Meu Chapéu?.
Receba as novidades antes de todo mundo. Cadastre seu e-mail!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


Comente pelo Facebook